• Admin

Cinque Terre – O Paraíso da Itália


Cinque Terre - um conglomerado de aldeias no norte da Itália

Depois de uma longa pesquisa onde passar as férias de verão com a família, eu - Tina -meu marido e minhas filhas decidimos que nosso destino este ano seria a maravilhosa Cinque Terre, na Itália. Uma região ao norte do país, localizado ao sul de Gênova.

Patrimônio Mundial da UNESCO, Cinque Terre é na verdade um conjunto de cinco vilas - que mostraremos abaixo – que eram completamente isoladas pelo mar e montanhas. As pequenas casas com uma estrutura tipicamente italiana, só eram acessadas por barcos ou difíceis e sinuosas trilhas. O que nos encanta é a belíssima paisagem colorida das casas construídas sobre penhasco.


As Vilas de Cinque Terre


A estátua de Netuno, que parece carregar o fim de uma trilha para o mar

Monterosso - é a primeira aldeia para quem sai de Genova, ao norte de Cinque Terre e a que menos tem uma aparência de vila antiga. A orla é grande e moderna. Praticamente uma “cidade-resort” separada do centro medieval por um túnel. Entre essa divisão fica o castelo da família genovesa Obertenghi e a antiga torre Aurora, utilizada pelos moradores locais para se defenderem contra os ataques de piratas. Lá você ainda encontra uma estátua suntuosa do deus Netuno, que parece sustentar a muralha rochosa. Outro ponto turístico desta aldeia é a igreja de San Giovanni Batista, que encanta os amantes da arte gótica. Além disso, entre Levanto e Monterosso tem uma trilha de vegetação mediterrânea, com vinhas e oliveiras pelo caminho. Também é possível fazer mergulho no límpido mar azul e velejar.



Vernazza – a pitoresca vila conserva elementos arquitetônicos genoveses bem típicos, com casas em cores fortes e com janelas circuladas por afrescos em trompe l’oeil. Outra “arquitetura” que faz parte da paisagem são os barcos coloridos de madeira dos pescadores locais. Para completar a paisagem a brisa sempre vem acompanhada de um suave cheiro de sal e limão. A aldeia é famosa por sua praça e porto, e seus românticos restaurantes. Segundo o TripAdvisor esta é uma das mais belas praias da região.






Uma das paisagens mais bonitas da nossa viagem

Manarola – esta é a segunda menor aldeia de Cinque Terre, com aglomerados de casas coloridas, becos em vários níveis e com passagens suspensas que ligam os andares dos edifícios. É vizinha de Riomaggiore e pode ser acessada a pé, pela trilha 531 via Beccava, de trem numa viagem de 5 mim, ou de barco. O ponto máximo de Manarola acontece durante o período natalino, onde um enorme presépio é feito de luzes, inclusive o cenário e personagens.



Corniglia preserva ainda a autenticidade local

Corniglia – esta é a menor das aldeias de Cinque Terre, mas a que preserva mais a autenticidade local.Está localizada em um ponto rochoso e chega-se lá por trilhas por Vernazza, Manarola, ou subindo a Lardarina numa escada de pedra de 382 degraus. Calma...para os menos esportivos há um serviço de vans ecológicas. Outra particularidade de Corniglia é a igreja de San Pietro, localizada no miradouro de Santa Maria, onde a vista sobre o mar e a costa é simplesmente deslumbrante.



Riomaggiore – a aldeia onde “aportamos”. A quinta vila saindo de Gênova e a primeira saindo de La Spezia. É o ponto de partida da “Via dell’Amore”, uma trilha feita na rocha e que se debruça ao mar. A arquitetura é de acordo com a tradição lígure formada por casas altas e estreitas, com pinturas em tom pastel.

Uma viagem espetacular, mas que precisa de dias para apreciar tanta beleza e receber a gentileza dos moradores. Com certeza voltaremos!







Serviços

Onde Ficamos: alugamos uma casa através do Airbnb


Melhor época para visitar: com um clima mais ameno e evitar multidões (se é que é possível em Cinque Terre) os meses de maio e junho são ideais. De dezembro a janeiro também é outra opção, já que a região fica linda com seus especiais enfeites natalinos. Mas lembre-se: a temperatura é bem baixa.


Como chegar: aeroportos mais próximos - Florença , Pisa ou Gênova. Assim como nós, para quem mora na Europa ir de carro é outra opção. Foi o que fizemos! Saímos da Suíça e sem trânsito fizemos seis horas de viagem.

76 visualizações

© 2023 por Erfolg Marketing & Comunicação - Wix.com